Notícias

Prefeito e vereadores são presos em SC; estado soma 19 chefes de executivo detidos em 2 anos

O prefeito de Urussanga, Gustavo Cancellier (Progressistas), juntamente com os vereadores Elson Roberto Ramos (MDB) e Thiago Mutini (Republicanos), foram presos preventivamente nesta terça-feira (16) no âmbito da segunda fase da Operação Terra Nostra em Santa Catarina. O estado contabiliza, com essas detenções, um total de 19 chefes do executivo municipal presos nos últimos dois anos.
Além dos políticos, um ex-servidor comissionado também foi detido durante a operação, que tem como foco a investigação dos crimes de organização criminosa, falsidade ideológica, uso indevido de recursos públicos e contratação direta em desacordo com a legislação vigente.
Segundo informações da Polícia Civil, o ex-servidor comissionado solicitou sua exoneração do cargo na sexta-feira anterior à operação. Em comunicado, a câmara municipal de Urussanga afirmou que tomará todas as medidas necessárias para cumprir as determinações judiciais e restabelecer a normalidade na prestação de serviços públicos.
A nota divulgada pelo presidente da Câmara de Vereadores informa que o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) emitiu um despacho comunicando a prisão preventiva do prefeito Gustavo Cancellier e dos vereadores Elson Roberto Ramos e Thiago Mutini, com a proibição de três outros servidores municipais de acessarem ou frequentarem a Câmara de Vereadores.
A defesa do prefeito anunciou que irá trabalhar para reverter a decisão judicial.

Avatar

Visitante

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar

Notícias

Foragido pela morte de delegado aposentado em bar morre em confronto com a polícia em SC

Um dos dois foragidos investigados pelo latrocínio de um delegado aposentado em um bar de Criciúma, no Sul catarinense, foi
homicidio-sao-jose
Notícias

Empresário de salões de beleza de luxo é suspeito de matar a tiros cliente de bar em SC

Um cliente de uma loja de conveniências foi baleado e morreu em São José, na Grande Florianópolis, após uma discussão