Anuncie aqui!
Publicado há 17:02 | Atualizado em 12/04/18 às 05:04

Hobus garante recursos para segurança pública

Em reunião com o secretário de Estado da Segurança Pública, de Santa Catarina, Alceu de Oliveira Pinto Júnior, o Deputado Estadual, Milton Hobus destacou a importância da retomada dos recursos para a construção do novo quartel da Polícia Militar, de Taió.

Milton Hobus já garantiu recursos na ordem de R$ 130 mil para a construção do novo prédio. O restante dos recursos necessários, virão de convênio com o Estado. Após pedido de Hobus, Júnior lembrou que vai viabilizar a liberação dos valores necessários, junto a secretaria de Estado da Fazenda. “Já vou fazer o requerimento para que esses valores voltem para a conta do Fundo de Reaparelhamento da Polícia Militar de Taió.” Disse.

O presidente da Câmara de Vereadores do município, Tiago Maestri, reforçou que se houver necessidade de mais verbas públicas para a construção, prefeitura e legislativo local estão disponíveis para captação. “Se precisar de mais algum recurso, nós da Câmara e até a prefeitura, nos comprometemos.” Ressaltou.

Na ocasião, estiveram presentes o vice-prefeito, Horst Alexandre Purhagen e o vereador, Jaci de Liz, que defenderam a ampliação da estrutura por conta da demanda. Hoje são pelo menos 13 municípios atendidos pela unidade da polícia Militar de Taió. A nova sede também mudaria de endereço. De acordo com Hobus, hoje a estrutura em funcionamento está num ponto de acesso mais demorado, enquanto a nova será instalada próximo ao acesso do município.

Na oportunidade aproveitou para pedir que o Estado envie mais viatura para ao município de Mirim Doce. Diante do pedido, Júnior, destacou que vai se empenhar para atender as reivindicações. Júnior também ressaltou que na quarta-feira, (11), o Estado finalizou o edital para aquisição de 250 novas viaturas e que pelo menos 100 serão destinadas a polícia civil. Mirim Doce será contemplada com um veículo.

Ainda durante a audiência, Hobus pediu que novas ações sejam realizadas em Pouso Redondo. No ano passado diversas ocorrências graves foram registradas na cidade e por isso há necessidade de mais policiamento.