Anuncie aqui!
Publicado há 01:33 | Atualizado em 14/03/18 às 01:03

O mundo científico perde Stephen Hawking

O  cientista britânico Stephen Hawking morreu aos 76 anos, na noite desta terça-feira, 13/03. Segundo o porta-voz da família, o físico de 76 anos estava “em paz” e faleceu de causas naturais em sua casa em Cambridge, no Reino Unido. Ele sofria de esclerose lateral amiotrófica, uma doença degenerativa que enfraquece os músculos do corpo. endo uma doença que ainda não possui cura. A doença foi detectada quando tinha 21 anos.

O britânico foi uma das mentes mais respeitadas da ciência. Responsável por contribuições fundamentais ao estudo dos buracos negros, Hawking ocupava a cadeira de Isaac Newton como professor de matemática na Universidade de Cambridge

Recentemente, Hawking tentou formular uma explicação inteligível para o grande público. Em um programa de televisão dos Estados Unidos, o astrofísico norte-americano Neil Tyson perguntou diretamente a Hawking: “O que havia antes do Big Bang?” O cientista britânico respondeu que o que havia antes da grande explosão era… basicamente nada.

Ele se refere ao fato de que nada do que poderia existir antes do começo do universo tem algo a ver com o que veio depois. Portanto, o que existia antes não pode estar contemplado em qualquer teoria que formulemos para explicar nossas observações atuais.

O físico se destacou por estudos sobre buracos negros e outros mistérios da física, e também por ser reconhecido como um cientista que conseguia explicar conceitos complexos com simplicidade.