Publicado há 3 meses atrás | Atualizado em 11/08/17 às 09:08

Ibirama sedia concurso Oratória nas Escolas

ADR de Ibirama sedia etapa microrregional do concurso Oratória nas Escolas

A Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Ibirama sediou na tarde desta sexta-feira, 11, a final da etapa microrregional do concurso Oratória nas escolas da Junior Chamber International (JCI) de Rio do Sul que neste ano tem como tema “O que é ter sucesso na vida?”. Os estudantes Lorran Vidal de Oliveira e Rafael Alves Lunelli foram os vencedores da competição.

Agora a dupla, que teve como concorrentes outros estudantes de quase 20 escolas estaduais, já se prepara para disputar a semifinal que acontece no dia 28 de agosto em Rio do Sul quando será definido quem vai representar a capital do Alto Vale na etapa regional que abrange todas as JCIs de Santa Catarina. O orador que vencer o concurso estadual ganha o direito de competir na etapa nacional.

Segundo Rafael, ele ficou bastante nervoso para fazer o discurso, mas está otimista para a próxima etapa. “Foi muito bom, agora quero aumentar um pouco mais meu discurso e decorar um pouco mais”, falou. Já Lorran comentou que atingiu seu objetivo, mas também pretende melhorar. “Quero buscar sempre mais”.

De acordo com o presidente da JCI de Rio do Sul, Marcos Poffo, a etapa surpreendeu pelo número de participantes. “Sem dúvida foi um sucesso. Os alunos participaram e o nível dos discursos também foi muito bom. Ouvindo essas crianças que vem dar o seu depoimento conseguimos crescer muito e enxergar princípios e verdades que precisamos levar para a vida”, falou.

Marcos completou dizendo que o projeto impacta muitas crianças para o resto de suas vidas. “Além de refletirem sobre o tema discutido, o desenvolvimento da oratória é fundamental para toda a vida em qualquer profissão. Hoje muitas pessoas acham que falar muito é ter uma boa comunicação e muito pelo contrário, o importante é ter uma mensagem clara e correta e hoje tivemos sem dúvida um exemplo disso.”

A servidora da Gerência Regional de Educação, Célia Beltramini, que prestigiou o concurso e foi jurada da competição, elogiou a iniciativa e acredita que ela traga benefícios para todos os estudantes. “Concursos como esse desenvolvem o pensamento crítico e outras habilidades fundamentais dentro e fora da escola, por isso sempre buscamos incentivar nossos alunos a participarem”, finalizou.